Vazio

Total: R$0,00

História das pick-ups e o cenário brasileiro

Por Bruno Marques, 02/10/2014 - 15:43

Estados Unidos, o início de tudo

Desde o início do século XX que os cavalos começaram a ser substituídos pelas hoje conhecidas “pick-ups”. Nesta época, as opções disponíveis no mercado eram poucas e o principal modelo comercializado foi a Ford Delivery Car, lançada em 1905, tornou-se uma espécie de “mão-de-obra” indispensável para pequenos comerciantes. Nesta época, a pick-up da Ford parecia-se mais com um chassis adaptável do que uma pick-up, isto, devido ao fato de que quem produzia e instalava as carrocerias não era a Ford, que deixava esta tarefa a cargo de oficinas espalhadas pelo país.

E graças ao lançamento da Ford é que as pick-ups começaram a atrair a atenção de pessoas físicas, iniciando-se então a preocupação com a estética destes veículos.

Em 1917, Ford, GM(Chevrolet e GMC) e Chrysler(RAM, Dodge) eram as grandes concorrentes no segmento das pick-ups e foi a última das 3, com sua Dodge KC 35, a primeira a pensar em design, lançando então em 1935, a primeira pick-up com cabine e carroceria em chapa de aço.

Partindo do lançamento da Dodge, a década de 40 foi um marco no quesito estético, foi nesta década que grades cromadas, pneus banda branca e outros opcionais começaram a ser disponibilizados, passando então para a década de 1950 e o início dos motores V8 – disputados pelas três grandes montadoras.

A chegada das pick-ups Japonesas

Toyota e Nissan(na época Datsun) começaram suas atividades em território norte americano no ano de 1958 com pick-ups pequenas e econômicas, eram veículos baratos, robustos e confiáveis, porém, possuíam como falha a baixa capacidade de carga que não passava de 300kg. Somente na década de 80 é que a IsuzuKB resolveu tal empecilho e trouxe viabilidade aos projetos japoneses.

Após tal expansão, em 1980 a Ford percebeu o potencial japonês e para não ficar atrás da concorrência, adquiriu 25% da Mazda e neste mesmo ano lançou a Ford Courier. Como resposta a GM lança em 1981 a mundialmente conhecida S10 e em 1984 a Ford responde novamente com o lançamento da também famosa Ranger.

Acessórios para pick-ups e customizações

Com o estrondoso crescimento e popularização do segmento de pick-ups nos Estados Unidos, começaram também as customizações de suspensão, motor, rodas, sistema de som e acessórios. Este último atraiu no Brasil a atenção de grandes empreendedores e com eles iniciou-se a produção de novos para-choques, santo-antônios, estribos, longarinas, bagageiros de teto e outros acessórios.

Hoje, uma das empresas mais famosas neste segmento é a Bepo Acessórios que nasceu em São Marcos e hoje conta com mais de 50 anos de história uma linha completa de acessórios dedicados aos apaixonados por pick-ups e distribui acessórios para carro, pick-ups e caminhões.

História das pick-ups no Brasil

Os primórdios das pick-ups pelo mundo, marcou a importação de pick-ups para o Brasil e somente nos anos 50 é que Ford, Chevrolet, Willys e Dodge começaram a produzi-las em território nacional com as suas F75, Brasil, Rural e D100 respectivamente, esta última era a única com motor V8 e todas movidas a gasolina.

Somente em 1975 é que os motores a Diesel de 4 cilindros chegaram com a F100, D10 e Veraneio, porém, a grande revolução começou somente com o lançamento da linha 20 da Chevrolet, com as suas C20(6 cilindros a gasolina) e D20(4 cilindros a diesel) que foram produzidas de 1985 a 1997, passando sempre por atualizações que obrigaram também a Ford a atualizar sua F-1000 produzida até 1998. Ambas as pick-ups foram extremamente populares enquanto produzidas.

Somente após este estrondoso sucesso é que Ford e Chevrolet trouxeram ao território nacional suas S10 e Ranger que criaram o padrão até hoje utilizado de motores turbo diesel em uma picape média de cabine simples ou dupla.

Desde então, os grandes lançamentos que fortaleceram este segmento no Brasil, foram a chegada da Toyota Hilux em 2005 e Volkswagen Amarok em 2010.

No segmento das pequenas, a primeira pick-up popular no Brasil foi a Fiat City(147) que ganhou mercado de clientes não precisavam de uma capacidade de carga tão grande e desejavam um veículo mais versátil para se locomover em centros urbanos, nesta linha as mais populares hoje são a Chevrolet Montana, Fiat Strada, Volkswagen Saveiro e Peugeot Hoggar.

Queremos agora saber a opinião do leitor, qual a sua pick-up favorita para cada ocasião?

Category: